Nossa garota

Nossa garota

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

PERIGOS NO BANHO E TOSA

PERIGOS NO BANHO E TOSA




Que critérios você usa para escolher onde levar seu pet para tomar banho? Você leva


em qualquer lugar que tiver horário o mais breve possível? Aonde cobrarem menos? Cuidado!


Por desconhecimento você pode estar colocando a saúde do seu amigo em risco!


Abaixo comentamos alguns detalhes que fazem toda diferença nesses serviços que à


primeira vista parecem iguais em qualquer pet shop.


• Muitas pet shops utilizam sabão para lavar os animais. Em primeiro lugar, o


fato de esfregar em um animal a mesma barra usada em outro, pode ocasionar a chamada


contaminação cruzada, transmitindo doenças. Isso por si só já é desaconselhável. Em segundo


lugar, o pH de qualquer sabão comum (mesmo o de coco ou de glicerina) agride a pele dos


animais, tirando sua proteção natural e favorecendo o aparecimento de dermatites. Portanto


só devem ser usados produtos de uso veterinário. Mas como são mais caros, muitos recorrem


aos sabões para aumentar sua lucratividade.


• Outro erro comum é a utilização de pós específicos para remover os pêlos de


dentro da orelha. Esses produtos contêm em sua formulação uma substância cáustica, que


irrita a pele sensível do ouvido predispondo a otites. Portanto seu uso é contraindicado. Esses


pêlos devem ser cortados, e não arrancados, salvo em alguns casos, por indicação do médico


veterinário, em que estejam obstruindo o conduto auditivo e causando problemas.


• Um fato que é rotineiro em alguns estabelecimentos é a administração de


sedativos, especialmente aos gatos e cães mais agitados na estética. E o que é pior: às vezes


não por um médico veterinário, mas pelo próprio esteticista. O que já é absurdo, submeter um


animal ao risco da anestesia somente para fins estéticos, se torna ainda mais irresponsável


quando feito por pessoal sem capacitação e sem autorização para tal. E na maioria das vezes o


proprietário nem fica sabendo que o animal passou por isso.


• A grande (e perigosa) novidade é uma milagrosa toalha feita de um material


revolucionário, que absorve muito mais do que as toalhas tradicionais e que promete secar até


700 animais e aumentar a lucratividade do banho e tosa. Pasme: a mesma toalha é usada em


todos os animais, banho após banho! Em detrimento da higiene, ela tem sido adotada por um


número crescente de pet shops, substituindo as toalhas individuais e o custo que elas


representam para o estabelecimento. Ou seja, talvez você pague menos pelo serviço, mas


pagará pelo enorme risco de transmissão de doenças.


• Uma prática comum nas estéticas, e que inclusive é ensinada em cursos de


banho e tosa, é “espremer as glândulas perianais” dos cães e gatos. Essas glândulas produzem


um líquido de cheiro característico, que os animais usam para identificação. A drenagem


desse líquido ocorre naturalmente com a passagem das fezes. Não há necessidade de


espremer as glândulas saudáveis. Pelo contrário, isso pode estimular ainda mais a secreção e


causar inflamações.


• Outro ponto crítico é a desinfecção dos materiais utilizados na estética.


Lâminas, rasqueadeiras, pentes e outros equipamentos devem ser periodicamente


desinfetados com produtos específicos.


Fique ligado! Desconfie de valores muito abaixo do mercado. Verifique se há


um médico veterinário responsável na pet shop e informe-se sobre os métodos e


produtos utilizados. Assim, além de limpinho e perfumado, seu pet vai estar sempre


saudável!
 
FONTE DE PESQUISA ;MUNDO PET /www.sitemundopet.com.br

Av. Venâncio Aires, 711 PoA/RS

Um comentário:

cleberbinhocorpotamentos disse...

que boa essas dicas adorei viu seu blog
eu estou te seguindo ta
se quiser seguir o meua gradeço
tenha um bom dia
abraços e sucesso
http://cleberbinhocomportamentos.blogspot.com/