Nossa garota

Nossa garota

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Bicho não é brinquedo.

 

Pessoal está chegando o dia das crianças e muita gente tem mania de dar animais. A gente pede que não faça isto. Como diz na foto animal não é brinquedo. , A gente espera contar com a compreensão dos amigos. Obrigado João Batista 

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Mais notícias sobre a raça ROTWWEILER

Rottweiler

Para alguns, este cão, tipicamente alemão, descenderia
do Boieiro bávaro. Para outros, ele seria proveniente dos
Molossos introduzidos na Alemanha por ocasião das invasões
romanas. Já na Idade Média, na cidade de Rottweil,
em Würtemberg, este cão poderoso e corajoso guardava
os rebanhos e defendia os vendedores de gados contra
os bandidos. A grande corporação dos açougueiros adotou-o
e isto fez com que ele fosse denominado de
“cão de açougueiro”. O primeiro clube da raça surgiu
en 1907. Em 1910 ele foi oficialmente reconhecido
como cão policial na Alemanha. Durante a Primeira Guerra
Mundial foi utilizado pelo exército alemão. A raça foi
definitivamente reconhecida em 1966.
Sua reputação mundial começou por volta de 1970.
O Clube francês do Rottweiler foi criado em 1977.

MOLOSSOS

TIPO :DOGUE

PAÍS DE ORIGEM

Alemanha

NOME DE ORIGEM

Rottweiler

OUTROS NOMES

Rottweiler Metzgerhund
(cão de açougueiro
de Rottweil), Rott,
Boiadeiro alemão

CAUDA

Curtada (com apenas
uma ou duas vértebras) ou
íntegra.

PÊLO

De comprimento médio,
áspero ao tato, liso, cerrado.

Subpêlo.

PELAGEM

Preta com marcas fogo
bem delimitadas nas
bochechas, acima dos olhos,
no focinho, na face interna
do pescoço, no antepeito,
nos membros e sob a raiz
da cauda.

TAMANHO

Macho: de 61
a 68 cm. Fêmea:
de 56 a 63 cm.

PESO

Macho: aproximadamente
50 kg. Fêmea:
aproximadamente 42 kg


Conselhos
Este cão precisa de muito espaço e exercício. Não suporta ficar fechado nem preso. Teme
o calor. Escovação diária.
Utilizações
Guarda, cão policial e do exército, companhia.


Temperamento, aptidões, educação
Robusto, resistente, equilibrado, tranqüilo, mas com um
temperamento forte e um espírito dominador (especialmente
no macho). Ele deve dar uma impressão de força
sossegada. Nunca late inutilmente. Dedicado, muito
afeiçoado a seu dono, é muito paciente com as crianças.
Guardião eficiente, intrépido, de aspecto dissuasivo, é
capaz de ser agressivo com os estranhos. Requer uma educação
precoce, muito firme, sem brutalidade, de modo a
obter uma obediência impecável. Reflexo de seu dono, com
um adestramento cruel, ele tornar-se-á uma arma temível.

CABEÇA

Forte. Crânio largo,
mode radamente convexo.
Stop bem definido. Cana
nasal retilíneo. Trufa bem
desenvolvida. Maxilares
poderosos. Lábios pretos
e ajustados.

OLHOS
De tamanho médio,
amendoados, de cor marrom
escuro.

ORELHAS

De inserção alta, médias,
triangulares, muito afastadas.
Pendentes, voltadas
para a frente e com a linha
da dobra bem junta à linha
do crânio.

CORPO

Atarracado. Pescoço
poderoso, seco, sem
barbelas. Antepeito bem
desenvolvido. Dorso reto e
poderoso. Peito espaçoso.
Costelas arqueadas. Lombo
curto. Garupa larga e
ligeiramente arredondada.

MEMBROS

Bem musculosos. Patas
redondas. Dígitos bem
fechados e arqueados.
Unhas pretas

Fonte pesquisa: Enciclopédia Royal Canin Cão


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Vivendo com seu filhote

Como escolher seu filhote

Ter um cão em casa é uma decisão que resultará em uma ação duradoura e, portanto, você deve refletir bastante antes de tomá-la. Em média, um cão vive mais de dez anos. Consequentemente, você deve escolher um cão cujas necessidades se adaptem bem ao seu próprio estilo de vida, mas também deverá aprender a conviver com ele.

Que raça escolher?

O Pastor Alemão parece ser obediente, o Labrador afetuoso com crianças, o Greyhound independente... No entanto, nenhum cão pode ser classificado tão categoricamente. Aliás, uma raça deve ser escolhida de acordo com o papel que você quer que seu cão tenha no que diz respeito a seu peso e tamanho. Na verdade, escolher um  Yorkshire Terrier para ser cão de guarda de uma propriedade parece tão inadequado quanto prender um Mastim Alemão ou um Grande Pirineu o dia inteiro em um apartamento. Como regra geral, um cão de pequeno porte, embora mais agitado, exige  menos espaço vital que um cão de tamanho médio; quanto ao cão de raça grande, este sempre exige uma área maior para viver. Qualquer que seja a raça escolhida, sempre se deve ter em mente que o cão precisa receber atenção de seu dono várias vezes ao dia. Você deve, portanto, buscar informações nos clubes de raça e de criadores para fortalecer sua escolha. As exposições de cão também são ideais para descobrir sobre a diversidade das raças caninas e conversar com criadores profissionais.

Macho ou fêmea?

A fêmea é geralmente menor do que o macho, e isso pode ser um critério para a escolha. A principal inconveniência é o período de cio, que ocorre duas vezes por ano, na primavera e no outono, pois sempre acaba atraindo os machos.

Onde conseguir um cão?

É melhor comprar seu cachorrinho de um criador especializado na raça. A ninhada tem indivíduos que ele conhece bem, que foram selecionados por ele e sobre os quais ele pode fornecer informações. Assim, você terá a garantia de que seu filhote vai apresentar os critérios morfológicos impostos pelo padrão da raça. O mesmo serve para as características importantes de seu temperamento. Também se recomenda uma visita aos canis, uma vez que, assim, você poderá conhecer a mãe dos cachorrinhos, saber as condições em que vive a ninhada, além de ter a oportunidade de conversar com o criador. Um bom profissional com certeza vai querer se assegurar de que a escolha por um cachorrinho da raça que ele cria seja compatível ao estilo de vida do comprador. Você pode conseguir uma lista dos canis de criação nas associações cinófilas, veterinários e clubes de raças.

Fonte de pesquisa :http://www.royalcanin.com.br/o-cao/o-filhote/vivendo-com-seu-filhote/escolhendo-seu-filhote

Os quatros objetivos da Nutrição Saúde de seu cão

Graças à pesquisa científica e veterinária, o conceito tradicional de nutrição, ou seja, desenvolver, manter e fornecer energia ao corpo, agora tem uma função preventiva e, em certas situações, até mesmo uma dimensão curativa. Estas novas dimensões marcam o nascimento da Nutrição Saúde.

A nutrição possui quatros objetivos :

 1.    Desenvolvimento e manutenção do organismo: Os aminoácidos, minerais, oligoelementos (elementos traços), vitaminas e ácidos graxos correspondem às necessidades nutricionais básicas para a manutenção e desenvolvimento do corpo.
2.    Fornecimento de energia: Os lipídios e carboidratos são as principais fontes de energia para os cães. Os gatos também dependem das proteínas para seu metabolismo energético.
3.    Nutrição e prevenção: Alguns nutrientes são incorporados ao alimento (antioxidantes, pre-bióticos, fibras, ácidos graxos essenciais, etc), para evitar riscos, como as doenças renais, problemas digestivos e os efeitos do envelhecimento.
4.    Nutrição e cuidado: Alguns nutrientes são adicionados e outros limitados a fim de sustentar o processo terapêutico ou de convalescença, ajudando os animais a se recuperarem de uma série de doenças.

Fonte de pesquisa :http://www.royalcanin.com.br/nutricao-saude/objetivos-da-nutric-a-o-sau-de/objetivos-da-nutricao-saude

domingo, 21 de setembro de 2014

AMIGOS, SEGUIDORES E VISITANTES PEDIMOS AJUDA

Pessoal estamos participando de mais um concurso  "Peixe Grande". Venho pedir a todos que nos ajude votando. É importante para nós e tanto para o blog ser reconhecido. O importante para nós não é ganhar mas ser reconhecido e sabermos que estamos conseguindo transmitir a todos que visitam o blog a nossa intenção de mostrar a realidade em relação aos cães que são considerados agressivos . Por isso venho pedir ajuda de vocês .  O simbolo da votação   esta do lado direito do blog na parte de cima . Não dura mais que dez segundos . Eu tenho certeza que poderei contar com vocês. Obrigado João Batista administrador do blog .




Personnel are participating in a contest over "Big Fish". I appeal to all to help in voting. It is important for us to both the blog and be recognized. The important thing for us is not to win but to be recognized and to know that we are managing to convey to all who visit our blog intended to show the reality in relation to dogs that are considered aggressive. So I come to ask help from you. The symbol of the vote on the right side of this blog at the top. Lasts no more than ten seconds. I'm sure I can count on you. Thank you John the Baptist a blog administrator.

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Rottweiler- A Força da Verdade

Dobermann é bravo? Conheça raças popularmente injustiçadas

Conheça algumas das raças que, apesar de serem taxadas de agressivas, podem ser dóceis e carinhosas



O  mundo canino é cheio de surpresas e mistérios, e apesar de haver muitas raças extremamente dóceis e carinhosas, ainda há quem se encha de medo pelo simples fato de avistar um cão à distância. Dependendo da raça, esse temor pode atingir níveis ainda maiores.

No entanto, o que muitos não sabem é que o nível de agressividade de um cachorro é algo amplamente conectado com o tipo de criação que ele recebe dos seus donos e, por isso, é possível encontrar cães da raça rottweiler extremamente amorosos e outros da raça poodle superirritados e nervosos.
Elegemos três das raças de cães mais temidas pelas pessoas e que podem ser super dóceis quando criadas e tratadas com muito amor e carinho, mostrando que o famoso ditado do ‘não julgue um livro pela sua capa’ também se aplica (e muito) no universo canino. Confira:
Dobermann
Considerado um dos cães mais adequados para serviços que envolvem segurança e proteção, o dobermann ganhou uma grande fama de bravo com o passar do tempo. No entanto, este animal é dono de uma personalidade bastante equilibrada. Se receber uma criação carinhosa e que, de preferência, inclua algum tipo de adestramento , pode ser um pet cheio de amor e fidelidade por seus donos e por outras pessoas, podendo até mesmo se dar bem com crianças (desde que elas não se comportem de maneira muito imprevisível).

American pit bull terrier

Animais e bebês - entrevista para o programa Hoje em Dia da rede RECORD.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Desmame de cachorros: mitos e verdades

Veterinária explica que a adaptação do filhote para os alimentos secos deve ser gradual e necessita de alimentos específicos para a transição - 




Segundo a médica, a partir da quarta semana de vida, apenas o leite já não fornece as calorias e os nutrientes necessários ao filhote. Inclusive, porque, nessa fase, ele se interessa mais pelo ambiente e torna-se mais ativo, necessitando de maior aporte energético.
Faz-se necessária, portanto, a introdução de alimentos específicos para o desmame, que deve ocorrer de forma gradual e contar com orientação de um veterinário. O desmame por si só já representa um fator de estresse para o cão, assim como a chegada em uma nova casa. Por isso, deve ser um processo cuidadoso.
Algumas situações, porém, podem exigir o desmame precoce, antes da quarta semana. “Ninhadas numerosas, pouca produção de leite, tratamentos cirúrgicos ou clínicos da fêmea que contra-indiquem a amamentação. Nessas situações, é preciso realizar o manejo alimentar orientado e com produtos adequados que estão disponíveis no mercado”, informa a veterinária.


Leite de vaca

Um grande problema que acomete muitos filhotes no processo de desmame é a diarreia nutricional. Acontece quando, equivocadamente, o dono introduz o leite de vaca na intenção de complementar o leite materno. “Com o aumento da idade os filhotes começam a apresentar uma intolerância à lactose, pois a enzima responsável pela digestão do açúcar do leite, chamada lactase, passa por um declínio de atividade. Com isso, ocorrem cólicas, flatulência e diarreia”, explica a Dra. Keila.
Outro engano comum é diluir o leite de vaca antes de oferecer ao filhote para não dar diarreia. Segundo a veterinária, o leite da cadela é muito mais rico em proteínas e gorduras que o da vaca, de modo que a diluição, além de não resolver o problema da diarreia, ainda será nutricionalmente insuficiente.
Como alternativa para reforçar a amamentação a PremieR Pet dispõe da Papinha Desmame, desenvolvida para filhotes a partir de três semanas até o início da alimentação sólida. O produto contém leite sem lactose, que garante sabor e mantém a saúde do intestino, além de ingredientes que promovem maior resistência a doenças, pele saudável, pelagem mais bonita e fortalecimento da flora intestinal.


O leite de vaca não deve ser oferecido aos pets, uma vez que os animais possuem intestino sensível e são intolerantes a lactose

Fonte de pesquisa :http://www.petmag.com.br/6632/desmame-de-cachorros-mitos-e-verdades/