Nossa garota

Nossa garota

sábado, 21 de agosto de 2010

ASSOCIAÇAO AMIGA DO ROTTWEILER DE PORTUGAL

Ataques de Rottweiler não são problema da raça

Os ataques de Rottweiler não são um problema de raças ou de agressividade do animal, mas sim um problema social de falta de educação e civismo, garante a Associação Amigo do Rottweiler.


Cláudio Nogueira, presidente da associação, afirma que "estes ataques são muito raros" quando o cão está bem integrado no seio familiar e tem boas condições genéticas.


O presidente da associação, ao referir-se ao ataque da menina de 20 meses de Faro, salienta que o facto de o cão normalmente ficar preso enquanto a menina brincava no quintal, faz com que o animal veja a criança como alguém que lhe retira direitos, o que faz despertar no animal o seu instinto de sobrevivência.


Cláudio Nogueira não quer ser visto como um fundamentalista, tem consciência dos inúmeros ataques de rottweiler, lamenta as vítimas, muitas vezes mortais, mas aponta que o mal está na sociedade, na falta de educação e civismo do povo português que "não tem consciência dos direitos e deveres" de ter um cão.


"As pessoas criam os cães em situações de conflito", o que se vai reflectir nas suas atitudes, é necessário treinar os animais e dar-lhes educação afirma o treinador de rottweilers, mostrando-se surpreendido por não haver mais acidentes deste tipo, tendo em conta o tipo de tratamento que é dado aos animais devido à "negligência e falta de informação" dos donos e da sociedade em geral, que marginaliza quem tem esta raça de animal.
A solução para este "problema social" é a elaboração de uma campanha junto dos mais novos para os consciencializar dos riscos e obrigações de ter um cão.


A legislação em vigor não "resolve o problema" e não é a "mais adequada" isto porque para além de penalizar o cão, retira a necessidade de educar o animal através do treino para o tornar mais obediente e apto para viver em sociedade.
As séries de televisão com animais e a publicidade com animais são prejudiciais pois as pessoas, na altura de comprar um animal, associam-no ao animal "perfeito" que é retratado na televisão afirma Cláudio Nogueira, acrescentando que as notícias referentes a ataques de rottweiler levam ao aumento da compra deste tipo de animais.
Este amante desta raça de cães, caracteriza o rottweiler como um cão "obediente", "extremamente" sociável e activo, um companheiro familiar leal, equilibrado e dedicado, que tem carácter e confiança em si próprio.


De acordo com Cláudio Nogueira, o rottweiler, o cão mais vendido em Portugal, é "um cão muito completo" e útil à sociedade pois, além de um animal de companhia, o rottweiler é muito utilizado em missões de salvamento e em sessões de terapia com crianças com deficiência.

Nenhum comentário: